O Mover da Restauração do Senhor
por T. Austin-Sparks

De um modo geral hoje, o pleno pensamento e concepção do Senhor não é a coisa geral dentre Seu povo. O testemunho do Senhor tem em grande medida quebrado, e a grande multidão chamada pelo Seu Nome é governada, manipulada e controlada por algo que é religiosamente da terra e não dos céus - do homem e não do Espírito Santo; e é preciso que seja vista a impossibilidade de aceitar esse estado das coisas. É uma coisa reconhecer isso... É completamente outra coisa estar envolvido com o mover do Senhor para restaurar para Ele mesmo aquilo que é de acordo com a Sua mente.

Um pode estar ocupado todo o tempo com o mau estado das coisas, se lamentando, fazendo as pessoas se sentirem miseráveis... contudo, nunca chegando a lugar nenhum. Isso não é suficiente. É muito fácil fazer isso e ficar, num sentido, religiosamente malcontente; mas isso não é estar ativo no mover de restauração do Senhor. O Senhor agiria em relação a isto... e Ele está agindo. Deus deve ter um vaso – um instrumento trazido para uma comunhão tão solidária com Ele que as condições em volta de degradação e fracasso se tornam sofrimentos agudos - uma agonia. Paulo sabia algo desse "sofrimento por causa do Seu Corpo"... A coisa que vai contar para Deus é a participação nas Suas dores de parto.


Existe todo o romance da obra cristã, mas isso é mero glamour... Todo o entusiasmo e interesse da atividade cristã organizada - tudo isso. Mas não é o que somos diante dos homens neste assunto, mas o que somos diante de Deus no lugar secreto - tendo uma preocupação de coração pelo testemunho do Senhor. Nunca chegaremos a lugar nenhum até que entremos em certa medida nas Suas dores de parto. O ministério em seu real, permanente, eterno valor, dependerá da medida na qual se entre nas dores de parto.
Este é um dia para ter dores de parto. Seja uma dor pelos que não são salvos ou pelos do povo do Senhor, cada atividade espiritual verdadeira é nascida das dores de parto; e os que têm sido mais usados por Deus, em todo o tempo tem sido homens e mulheres que tiveram estas dores de parto nas suas almas - nas suas vidas secretas com Deus, que carregaram nos seus corações uma carga que lhes conduziam a um ponto em que seus interesses se tornavam completamente secundários... e tomaram suas vidas nas suas mãos e mantiveram tudo em relação ao próprio interesse do Senhor e ao Seu testemunho, Dispostos a largar tudo por Deus. Isto se torna uma carga do coração... a ser carregada todo o tempo, não é meramente uma carga ministerial. Isto é necessário para qualquer ministério verdadeiro.

O Senhor deve ter um instrumento - um instrumento como Daniel - seja pessoal ou coletivo, que sai para Deus pelo Seu testemunho. Ele deve ter um Neemias com tristeza de coração sobre o povo por causa da degradação do testemunho. Ele deve ter um Esdras que não se compromete nem por um momento com qualquer coisa contrária à mente de Deus; e o instrumento, Ester, que lança o medo aos ventos e vai, arriscando a vida, para sitiar o trono para a vida do seu povo - para a libertação do povo de Deus da ameaça do inimigo. E, amados, a carga do Senhor tem que vir nos nossos corações da mesma maneira se vamos ser instrumentos eficazes para o Senhor nas atividades no Seu tempo do Fim; temos que ser trabalhados numa maneira muito profunda com os interesses de Deus. Não devemos reter nada que conte para o Senhor e Seus interesses. Você ficaria surpreso como o Senhor apareceria se você desse a Ele uma oportunidade.

Tudo começa com um reconhecimento da necessidade... e a carga dessas coisas no nosso coração. Quando nós realmente estamos nisso pelo impulso do Espírito Santo, as características comuns achadas nestes instrumentos do Velho Testamento serão achadas forjadas dentro de nós... e seremos achados ser um povo entregue a esta ÚNICA COISA - a carga do Senhor e preocupação de coração pelo Seu testemunho no Seu povo. Então, quando você entra nisso, você descobre que você está numa esfera de oposição... e que você, realmente está numa batalha. Se vamos permanecer com Deus por aquilo que representa a Sua mente, teremos que enfrentar o mais feroz antagonismo, conflito, e pressão de todos os lados; não vai haver nenhum método negligenciado pelo inimigo para frustrar o fim em vista. Por que tanto antagonismo? Por que tanta pressão? Cada vez que algo que vai contar para Deus em relação ao propósito do Seu tempo do fim está em vista, lá você o enfrenta todo o tempo.

Nós enfrentamos esta pressão por dentro e por fora quando estamos na coisa que está contando para Deus. Quando chega, você deve reconhecer que está relacionado a algo que vai contar para Deus. Chegará através de pessoas; e se culpamos as pessoas e concentramos nossa atenção nelas, teremos perdido o ponto. Começamos a brigar com as pessoas, e todo o tempo é algo mais profundo do que isso: "Não lutamos contra carne e o sangue, mas contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais".

Pessoas se zangam entre si, e isso cai em cima de nós; e começamos a direcionar a nossa atenção para elas. Saímos com elas e há uma situação, e uma confusão... e mais tarde vemos quão tolos somos em permitirmos o diabo nos desviar para uma trilha humana quando é uma questão espiritual. Não tem sido realmente a culpa de pessoas... ou só acontecimentos sem importância; tem havido uma questão espiritual em jogo. E todas estas outras coisas ocorreram e foram usadas pelo inimigo para nos ocupar com o menor e nos cegar para a verdadeira questão, assim, nos mantendo fora da oração e fora da permanência com o Senhor pelos Seus direitos que estavam em algum momento ou outro sendo desafiados. É a esfera do conflito incessante; e parece que temos chegado nessa parte do século em que o inimigo não descansa... e percebemos que não podemos tirar nenhuma folga. Qualquer coisa que você faz deve ser feita deliberadamente com Deus, e você nunca deve agir fora ou à parte de Deus: um movimento exposto desses é vigiado pelo inimigo, e você terá que pagar por isso.

Libertação de um mesmo vem por meio de estarmos preocupados com os interesses do Senhor. Você pode ficar amarrado com seus próprios problemas espirituais, e a saída é ter a carga de todo o povo de Deus em seu coração. É isso que cria o ministério, isso significa força, isso significa oração. É algo emancipador ter a carga do Senhor. As coisas hoje estão espiritualmente terríveis; mas há aqueles que estão buscando por mais de Deus... e se perguntando onde podem achar comida espiritual. O Senhor faria, creio, algo no nosso dia - um dia de coisas pequenas - e Ele começará tendo um instrumento com uma carga - um instrumento com quem é depositada a plena revelação do Senhor Jesus, quem daria o passo em fé e confiaria no Senhor... e daria ao Senhor uma oportunidade para vindicar a Si mesmo.

Está você brincando com coisas - jogando com as pedras na praia - em vez de andar no profundo com Deus na Sua coisa grande? Peça ao Senhor para lhe introduzir no Seu interesse; se estenda diante de Deus para ser introduzido na Sua carga pelo tempo em que você vive. Pergunte ao Senhor acerca deste assunto; e, se é verdadeiro, peça a Ele para que o coloque no seu coração e traga você para a comunhão com Ele mesmo no que Ele fizer hoje.

Origem:"The Lord's Recovery Movement"